Vereador Irlan Melo

Criando uma cidade com oportunidades para todos os cidadãos de Belo Horizonte

Irlan Melo é advogado, teólogo, professor universitário e membro da Comissão de Defesa do Direito das Pessoas com Deficiência da OAB/MG. Casado, pai de 4 filhos e vereador em Belo Horizonte no seu primeiro mandato. É o idealizador do Movimento #AcordaBH, que tem por objetivo despertar as pessoas de Belo Horizonte para seus direitos como cidadãos e as necessidades de melhorias em nossa cidade.

ENTRE EM CONTATO

(31) 3555-1153

Jornada

Irlan Melo é Vereador Eleito de Belo Horizonte, MG, pelo PR nas Eleições Municipais de 2016. Em sua jornada profissional graduou-se em Teologia e é professor de Direito nas Faculdades Promove e Kennedy. Além disso, é proprietário da Oliveira Melo Advogados Associados onde há mais de 20 anos atua em diferentes áreas profissionais e sociais.

Notícias

Estaremos sempre informando a população de Belo Horizonte sobre tudo que acontece na cidade. O nosso objetivo é atender as demandas dos cidadãos e fazer de BH a melhor capital do Brasil. Com boa vontade e planejamento, é possível fazermos a diferença.

Projetos

Sendo um dos mais atuantes na câmara de vereadores, Irlan Melo se tornou um dos vereadores que mais propôs projetos de lei. O vereador trabalha diariamente pela população e faz com que os cidadãos de Belo Horizonte se sintam cada vez mais próximos.

Fale comigo

Essa página é um canal de fácil acesso ao Vereador Irlan Melo. Utilize todos os canais disponíveis para entrar em contato com a nossa equipe. A população tem total acesso para falar com o Vereador Irlan Melo. Quanto mais próxima a população estiver, melhor será o trabalho final.

Integridade, responsabilidade e confiança

Pai de quatro filhos e morador da região oeste de Belo Horizonte, Irlan Melo é belorizontino como você. Aos 41 anos de idade, sempre dedicados à família, Irlan desenvolve atividades sociais, ao colocar em prática sua consciência como pai e cidadão. Em sua jornada profissional graduou-se em filosofia/etimologia, com o intuito de compreender melhor as relações e interações do ser humano. Irlan também é graduado e pós-graduado em Direito, e participa semanalmente na TV e Rádio com o quadro "O Seu Advogado", focado em esclarecer e orientar o cidadão para seus direitos. Como advogado, é proprietário da Oliveira Melo Advocacia onde há mais de 20 anos atua em diferentes áreas profissionais e sociais, tendo sido convidado a ser Membro da Comissão de Defesa dos Direitos da Pessoa com Deficiência da OAB/MG, com o intuito de ser uma voz pelos direitos e inclusão de pessoas especiais junto à sociedade. Irlan é o idealizador do Movimento #AcordaBH, que tem por intenção despertar os cidadãos de Belo Horizonte para seus direitos e as necessidades de melhorias em nossa cidade.

Zelar pela educação dos nossos jovens é um dever do meu trabalho

Fiscalizar as irregularidades em nosso município é o meu compromisso

Respeito é a principal ferramenta para inclusão social

Acompanhe as últimas notícias

Brasileiros criam sistema que movimenta cadeira de rodas a partir de expressões faciais


De acordo com o último Censo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o Brasil tem 45 milhões de pessoas com deficiência (PCDs), o que destaca a importância do desenvolvimento de tecnologias assistivas que melhorem a qualidade de vida e promovam a inclusão, em todos os aspectos.

Uma dessas soluções foi desenvolvida pela Hoobox Robotics, de São Paulo. A startup criou um sistema capaz de traduzir expressões faciais em comandos para controlar uma cadeira de rodas, sem exigir sensores corporais, nem treinamento.

Veja também: TV SIMI: exposição reúne soluções inovadoras para pessoas com deficiência

Hoje o Wheelie, como o projeto foi batizado, reconhece até 9 expressões faciais, como um beijo, um sorriso, um levantar de sobrancelhas e micro movimentos nos olhos, transformando-os em comandos para controlar uma cadeira de rodas, como ir para frente, para trás, virar à esquerda e à direita.

A solução, desenvolvida com o apoio do Programa Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas (PIPE), da Fapesp, foi pensada para permitir que o usuário também consiga se expressar sem movimentar o equipamento involuntariamente. Durante uma conversa, por exemplo, o sistema desabilita o uso das expressões. Além disso, o Wheelie prevê quando a pessoa vai tossir, espirrar e bocejar.

VEJA O VÍDEO!



Visitas técnicas agendadas para verificar trânsito


Visitas técnicas agendadas

Quatro visitas técnicas aos Bairros Lindeia, Flávio Marques Lisboa, Conjunto João Paulo II e Estrela do Oriente para verificar problemas de trânsito foram marcadas pela Comissão de Desenvolvimento Econômico, Transporte e Sistema Viário, em reunião nesta quinta-feira (14/2). As agendas atendem solicitações populares por medidas simples que podem reduzir acidentes e dar mais segurança a motoristas e pedestres, além de desafogar o trânsito. A primeira das visitas será no dia 21 de fevereiro, às 10h, ao Bairro Lindeia, na altura do nº 1153 da Rua Tiradentes, conforme requerimento do vereador Carlos Henrique (PMN).

Já no dia 22 de fevereiro, às 9h30, a comissão irá à Rua Professor José Henriques, na interseção com Avenida Tereza Cristina, junto ao Conjunto João Paulo II. O objetivo é analisar possíveis soluções para o trânsito da região. O requerimento para realização desta visita técnica é de autoria do vereador Wesley Autoescola (PRP).

Outro bairro que receberá a visita técnica da comissão é o Estrela do Oriente. Os vereadores estarão, no dia 14 de março, às 10h, na Rua Emília Alves do Vale, 400. O objetivo é vistoriar as condições de trânsito e sinalização da via. O requerimento para realização da visita é de autoria do vereador Irlan Melo (PR).

No dia 21 de março, às 10h30, a Comissão de Desenvolvimento Econômico, Transporte e Sistema Viário estará no Bairro Flávio Marques Lisboa para verificar a necessidade de implantação de sinalização na Avenida Menelick de Carvalho, esquina com Rua Tangará. O requerimento para realização desta visita técnica é de autoria do vereador Irlan Melo.

Para acessar o resultado completo da reunião, clique aqui.



Comissão vai discutir áreas de escape no trecho entre Olhos D’água e Betânia


Discutir a implantação de áreas de escape no Anel Rodoviário Celso Mello Azevedo, no trecho da descida entre os Bairros Olhos D’água e Betânia (ambos na Região Oeste de Belo Horizonte), foi um dos temas da reunião da Comissão Especial de Estudo do Anel Rodoviário, realizada nesta quarta-feira (13/2) no Plenário Paulo Portugal. Durante o encontro, foi aprovada a realização de uma audiência pública sobre o assunto, no dia 13 de março, às 10h, no Plenário Helvécio Arantes. Os membros do colegiado lembraram os inúmeros acidentes que vêm acontecendo no Anel Rodoviário, muitos deles com vítimas fatais, sendo a grande maioria causada por caminhões que perdem os freios e descem desgovernados, se chocando com outros veículos.

A concessão do Anel Rodoviário pertence à Via 040, desde 2014, por 30 anos, mas esta pretenderia entregar a concessão, o que também será discutido na audiência. O vereador Irlan Melo explicou a ideia que apresentou onde seria implantada a Área de Escape, ideia que sugeriu na Câmara no começo de seu mandato. “Descendo do Bairro Betânia, à direita tem um espaço [no acostamento] em que a gente consegue fazer áreas de escape. Elas são feitas com argila expandida e, se o caminhão perder o freio, ele é jogado na área e consegue travar e segurar. Só sai com reboque, e o custo de implantação é barato”. O material ajuda na absorção de velocidade e redução de impactos, e é semelhante ao utilizado em autódromos de corridas esportivas. 

Na reunião foi proposta a realização de um simpósio em abril, visando discutir a privatização do Anel Rodoviário; o posicionamento a respeito do Anel nas esferas municipal, estadual e federal; áreas de escape; radares e redutores de velocidade; travessias de pedestres e passarelas; moticicletas; gargalos no tráfego; educação no trânsito, dentre outros. Os vereadores presentes concordaram com a proposta, que será votada na próxima reunião.

Informações 

Os parlamentares haviam encaminhado requerimentos solicitando às autoridades informações sobre a situação do Anel. Num deles, respondido pelo superintendente substituto Regional do Estado de Minas, Danilo de Sá Viana Rezende, foram pedidas informações como número, tipo e trecho dos acidentes ocorridos no ano de 2018, em comparação ao ano de 2017; data do início e término de operação dos radares e número de autuações aplicadas; e medidas adotadas no ano de 2018 para a redução dos acidentes.

Em relação aos acidentes, o superintendente respondeu que o questionamento sobre esses números deve ser direcionado à Polícia Militar Rodoviária, responsável pelo registro de acidentes no segmento rodoviário. Entretanto, em resposta ao ofício, a polícia assegurou que “não possui competência sobre o trecho informado, sendo esse pertencente à Polícia Rodoviária Federal”.

Quanto à data de início e término de operação dos radares e número de autuações aplicadas, Rezende enviou planilha. Nela, em 2012 foram expedidos 2.481 autos de infração, enquanto em 2017 esse número foi a 45.839 e, em 2018, 17.791.

Com relação às medidas para redução de acidentes, foi informado que o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) “mantém contratos de manutenção rotineira da estrutura da rodovia e da faixa de domínio e contrato de manutenção da sinalização horizontal, vertical e dispositivos de segurança”. Além disso, está elaborando Termo de Referência para contratar projeto de engenharia para implantação de melhorias operacionais no segmento.



Nova Cintra receberá visita técnica


Nova Cintra, bairro da região oeste, receberá visita técnica 20/03.  A Comissão de Desenvolvimento Econômico, Transporte e Sistema Viário irá vistoriar a Rua Jornalista João Bosco, às 10h, para verificar as condições de asfaltamento da via. Às 11h, a Comissão de Meio Ambiente e Política Urbana visitará a Rua Edith Mello Silva, próximo ao n° 7, para verificar as condições de manutenção das bocas de lobo no local. Ambas as visitas foram solicitadas pelo vereador Irlan Melo (PR).

A comunidade moradora da Rua Jornalista João Bosco denunciou ao vereador a má qualidade do capeamento da via em questão. Os moradores reclamam que, após as chuvas que ocorreram no final do ano, a rua se encheu de buracos, prejudicando moradores, pedestres e veículos que transitam no local.

Nova Cintra receberá visita técnica

Foram convidados para a visita no bairro Nova Cintra, o administrador da Regional Oeste, Sylvio Malta;  o superintendente da Sudecap, Henrique de Castilho Marques de Souza; e o presidente da BHtrans, Célio Freitas Bouzada.


Bocas de lobo 

No caso da Rua Edith Mello Silva, moradores reclamam da existência de duas bocas de lobo que sempre se rompem, deixando buracos enormes que oferecem grandes riscos de acidentes com veículos e pedestres. Segundo relatos, a Copasa já visitou o local, mas não resolveu a situação. Vídeo feito por moradores da rua em questão demonstra que, com as chuvas que ocorreram no final do ano, novamente as bocas de lobo ficaram entupidas.

São esperados para visita: o administrador da Regional Oeste, Jackson Pinto; o secretário Municipal de Meio Ambiente, Mário Werneck; a subsecretária Municipal de Regulação Urbana, Maria Fernandes Caldas; o engenheiro de Produção e Operação do Distrito de Belo Horizonte Oeste da Copasa.

Foram convidados para a visita no bairro Nova Cintra, o administrador da Regional Oeste, Sylvio Malta;  o superintendente da Sudecap, Henrique de Castilho Marques de Souza; e o presidente da BHtrans, Célio Freitas Bouzada.

Fonte: CMBH



Trânsito do Salgado Filho é pauta de audiência


Trânsito do bairro Salgado Filho é debatido em audiência pública

Trânsito caótico. Esta é sempre uma das principais demandas das regionais de BH. Nesta quinta – feira o vereador Irlan Melo reuniu-se com moradores e representantes do bairro Salgado Filho região oeste de BH.

O objetivo da audiência pública foi avaliar a possibilidade de tornar mão única a rua Campina Verde uma das principais ruas da região e trazer assim, maior fluidez ao trânsito.

A sugestão foi apresentada por alguns moradores que questionam os constantes engarrafamentos.

Junto de representantes da BHTRANS, o vereador ouviu a opinião dos moradores, que conhecem melhor do que ninguém, a realidade do local.

Trânsito do bairro Salgado Filho é debatido em audiência pública

De acordo com o vereador, nenhuma decisão pode ser tomada sem participação popular. “As pessoas precisam ser ouvidas, afinal, são elas quem irão usufruir das ações realizadas.”

“Várias foram as opiniões e, agora, estudos técnicos serão feitos para se decidir o que for melhor para todos. Continuaremos trabalhando para que as pessoas sejam auxiliadas e atendidas em suas demandas”.

Belo Horizonte possui nove regionais e estar presente em cada uma delas é muito importante. Só se pode conhecer o que precisa ser mudado com aproximação.

A distância sempre foi um dos questionamentos da população com relação a seus parlamentares mas esta é uma das realidades que segundo Irlan Melo tem sido adotada.

O bairro Salgado Filho passou agora a ser a deter a sede da administração da regional oeste.

Graças a esforços do vereador Irlan Melo a regional que anteriormente gerava gastos de quarenta mil reais com aluguel agora trará economia aos cofres públicos.

Serão quase cinco milhões de reais economizados. Saiba mais.



Prefeitura oferece programa contra o tabagismo


Prefeitura oferece programa de controle ao tabagismo

A Prefeitura Municipal de Belo Horizonte inicia o programa de combate ao tabagismo.

De acordo com a OMS, 5 milhões de pessoas morrem por ano por causa do tabagismo. Este dado inclui não somente fumantes ativos, mas também os passivos.

Os dados são sérios e revelam um cenário que precisa ser mudado. O vereador Irlan Melo apresentou na Câmara Municipal o Projeto de Lei 226/17, que auxilia no rigor da Lei Anti-Fumo para as estações e plataformas do MOVE.

Recentemente, para promover a conscientização sobre os malefícios do cigarro e incentivar fumantes a tratarem a dependência, os Centros de Saúde da Prefeitura de Belo Horizonte realizam ações em prol da redução da doença e, além disso, da prevenção da iniciação do tabagismo.

Programa de controle ao tabagismo

As ações integram o Programa Municipal de Controle do Tabagismo.

Em Belo Horizonte, as abordagens são realizadas por profissionais dos Centros de Saúde, Núcleo Ampliado de Saúde da Família e Academias da Cidade.

Na regional Noroeste, o Centro de Saúde Dom Cabral (Praça da Comunidade, 40) disponibiliza tratamento por meio do grupo antitabagismo, com encontros realizados todas as quintas-feiras.

De acordo com Fabíola Fraga, fonoaudióloga do Centro de Saúde Dom Cabral, a primeira abordagem do projeto é, portanto, a Palestra Motivacional com usuários encaminhados pelas equipes de saúde da família.

A palestra aborda primeiramente questões relacionadas aos malefícios em relação à saúde, dependências relativas à nicotina, estratégias para cessar o hábito e posteriormente organização dos encontros.

“Reforçamos no grupo o conceito de que o medicamento não é totalmente responsável pelo resultado. É preciso vontade do usuário de querer parar de fumar além do apoio de toda equipe multiprofissional que auxilia na cessação de tabagismo.

Desenvolvo o grupo há 7 anos, é relevante perceber que os encontros têm gerado efeito pelo número de pessoas que deixam de lado o tabaco. Isso é bastante significativo”, afirmou.

A abordagem Intensiva na capital é realizada preferencialmente e primeiramente na modalidade coletiva, podendo em casos específicos serem realizadas individualmente.

É preconizado grupo entre 10 a 15 participantes, coordenados por 1 a 2 profissionais de saúde de nível superior, com 4 sessões semanais durante o primeiro mês, seguidas de 2 sessões quinzenais, e posteriormente uma reunião mensal do terceiro ao sexto mês, totalizando 10 sessões.

Prefeitura e o combate ao fumo – Conheça o serviço

No serviço são efetuadas pelo menos duas avaliações médicas e, além disso, em caso de necessidade, são realizadas outras avaliações subsequentes. Essas avaliações podem indicar o uso da farmacoterapia.

Durante os encontros, são oferecidas as cartilhas de apoio do Instituto Nacional de Câncer para reforçar o processo de cessação do uso do tabaco.

Segundo Valdir Pinto, 65 anos, taxista, a iniciativa de procurar o grupo partiu da indicação de uma amiga que trabalha na Prefeitura. 

“Ela me indicou o centro de saúde e falou da metodologia utilizada nas reuniões. Eu gostei muito do grupo, tanto que vou continuar a participar e até incentivar outras pessoas”, afirmou Valdir.

Para quem deseja parar de fumar, é necessário procurar o Centro de Saúde da área de abrangência.

Posteriormente deve-se manifestar o interesse aos profissionais e posteriormente aguardar a divulgação do início da Abordagem Intensiva pelo serviço de saúde.

Confira lista dos centros de saúde da regional oeste de BH.



Vôlei – Time de atletas com deficiência é formado


Vôlei sem limites.Equipe é oficializada em BH.

Um evento na sede da Secretaria Municipal de Esportes e Lazer, no bairro Funcionários, nesta terça-feira, dia 12 de fevereiro, marcou o início das atividades do projeto Vôlei sem Limites, desenvolvido pela Prefeitura de Belo Horizonte. 

Elaborado em benefício de atletas com deficiência física, o projeto possibilitou a captação de patrocínio pela Lei Estadual de Incentivo ao Esporte para viabilizar a temporada 2019 da única equipe de vôlei sentado de Minas Gerais, a AM Paradesporto/ Prefeitura de Belo Horizonte.

A equipe é mantida pela Associação Mineira do Paradesporto e tem o apoio da Prefeitura. O patrocínio, captado junto à empresa Sada, viabilizou, entre outros investimentos, a contratação de uma comissão técnica para o time (o treinador Bruno Santos, o psicólogo Valdeci Santos e um fisioterapeuta), bem como a compra de equipamentos e materiais de jogos e treinos.  

O custeio das viagens que a equipe fará este ano também foi assegurado pelo projeto.

A AM Paradesporto/ Prefeitura de Belo Horizonte vai participar de duas competições nacionais na temporada de 2019, o Campeonato Brasileiro –Série Prata e além disso a Copa do Brasil.    

Evento

O evento desta terça-feira teve a participação do secretário municipal de Esportes e Lazer, Elberto Furtado, e de representantes do governo estadual e da empresa patrocinadora, a Sada.

Elberto destacou que o projeto Vôlei sem Limites reforça o compromisso social da Prefeitura no âmbito do esporte e além disso falou da importância da parceria com o setor privado.

 “A Sada é uma parceira histórica do esporte em nosso Estado e portanto sua participação no projeto Vôlei sem Limites irá contribuir para melhorar o acesso de pessoas com deficiência para a prática esportiva”, afirmou. 

De acordo com Flávio Pereira, diretor esportivo da Sada, expressou a satisfação de atuar como parceiro na realização do projeto, que, segundo ele, “traduz a filosofia do fundador da empresa de associar o esporte com a promoção social.”

Thiago Souza Santana, titular da superintendência de Fomento e Incentivo ao Esporte do Governo do Estado, parabenizou a Prefeitura de Belo Horizonte pela iniciativa de elaboração do projeto e em segundo lugar, à Sada, pelo patrocínio.

Segundo ele, a experiência servirá de estímulo para várias prefeituras viabilizarem portanto a execução de projetos esportivos para pessoas com deficiência.

A AM Paradesporto/ Prefeitura de Belo Horizonte realiza os treinos três vezes por semana, às terças, quintas e sábados, no ginásio do Centro de Referência para a Pessoa com Deficiência (avenida Nossa Senhora de Fátima, 2283, no bairro Carlos Prates), portanto a maior unidade do programa Superar.

Os atletas da equipe são homens de 15 a 45 anos, com situação de amputação de uma ou duas pernas, lesões articulares nos joelhos e paralisia cerebral leve. Simultaneamente há caso de amputação de um braço.  

Vôlei e a Inclusão social

O Vôlei Sem Limites é um projeto que faz parte do Superar, um programa desenvolvido pela Prefeitura – por meio da Secretaria de Esportes e Lazer – que atende cerca de 950 pessoas com deficiência física.

De acordo com Carla Dantes, gestora do Vôlei sem Limites, o projeto promove inclusão social e consequentemente qualidade de vida.

Com a ajuda do esporte, segundo ela, há casos de atletas da equipe que conquistaram espaços no mercado de trabalho, socialização e também novas perspectivas de vida.

Semelhantemente outro benefício do projeto são as viagens realizadas pelo time para competições em outros estados, o que contribui para a profissionalização da equipe e proporciona oportunidades de passeios turísticos.   

Sobre a modalidade

No vôlei sentado, podem competir homens e mulheres com alguma deficiência física ou por fim relacionada à locomoção.

São seis jogadores em cada time, divididos por uma rede de altura diferente e em uma quadra menor que a da versão olímpica da modalidade.

No Brasil, a modalidade é administrada pela Confederação Brasileira de Voleibol para Deficientes.

Fonte: PBH



Áreas de Escape podem sair a qualquer momento


Irlan Melo conversa com equipe sobre a área de escape

O vereador Irlan Melo esteve na sede da Via 040, concessionária responsável pela administração de parte do Anel Rodoviário.


O objetivo da reunião foi tratar sobre as áreas de escape, projeto elaborado pelo vereador desde o início de seu mandato.

A importância do encontro se deu por seu caráter decisório. Entretanto a PBH e a ANTT e também a própria via 040 já estão de acordo com a criação dessas áreas. Agora é aguardada a etapa de operacionalização.

Tanto a PBH quanto a ANTT e a própria vida 040 já estão de acordo com a criação das áreas. Portanto agora é aguardada a etapa de operacionalização.

De acordo com o vereador Irlan Melo, ele continuará a cobrar da PBH e dos órgãos competentes que as áreas de escape sejam, o quanto antes, implantadas.

“O objetivo é salvar vidas. As áreas de escape vão sim, sair do papel.” Concluiu o vereador Irlan Melo.

Irlan é um Vereador que busca sempre melhorias relacionadas ao trânsito de toda Belo Horizonte.

Conheça mais a respeito do Vereador Irlan Melo acessando o link https://www.cmbh.mg.gov.br/vereadores/irlan-melo



Comissões responsáveis pelo trânsito começaram



Comissões se reunem para tratar sobre o trânsito em Belo Horizonte

Mais de 900 solicitações das Comissões Regionais de Transportes e Trânsito (CRTT’s) foram atendidas pela BHTrans em 2018.

De acordo com Suzana Belo, chefe da Assessoria de Mobilização Social da BHTrans, foram feitas 211 reuniões entre ordinárias e extraordinárias.

“Esse balanço demonstra a abertura da BHTrans para a participação popular e para a voz da população, dando então, importância à opinião de quem utiliza a cidade todos os dias.

Nesse período foram implantados 250 projetos operacionais e 283 sinalizações além de redutores de velocidade, faixas de pedestre, semáforos, vagas para carga e descarga, criação de linhas de ônibus, alterações de itinerário e de pontos de embarque e desembarque, entre outros.

Cada uma das nove regionais de Belo Horizonte tem uma Comissão Regional de Transportes e Trânsito. Elas se reúne mensalmente com representantes da BHTrans e comunidade local a fim de discutir assuntos de interesse referentes ao trânsito e transporte público.

Pela página da BHTrans a população tem acesso aos locais, dias e horários de todas as reuniões. Basta ir em “Informações”, “Participação Popular”,”CRTT” e escolher a regional.

Participação Popular

Em 2017, ano em que as Comissões Regionais de Transportes e Trânsito foram reativadas, a Prefeitura, por meio da BHTrans.

Este foi portanto mais um passo no seu compromisso de ampliar a participação da população nas ações de debate, sugestão, desenvolvimento e implantação de políticas públicas de trânsito e transporte de Belo Horizonte.

Lindaura Rosa e José Márcio, membros da CRTT Pampulha e Barreiro, respectivamente, estão satisfeitos com a gestão e conquistas das CRTT’s. 

José Márcio lembra que vários projetos foram implantados na sua região e então, consequentemente com as comissões, as lideranças comunitárias tiveram mais êxito em respostas de suas demandas.

Uma reivindicação da comunidade foi, portanto, atendida pela BHTrans, por meio das CRTT’s, foi implantada nos bairros Castelo, Manacás e Santa Terezinha.

As intervenções feitas na região fazem, portanto, parte de um amplo projeto de melhorias no trânsito e no transporte coletivo. A exemplo como implantação de novas sinalizações, novos pontos de ônibus, criação de duas novas linhas (5033 e 5203), entre outras.

Portanto o objetivo é proporcionar mais segurança para pedestres e veículos e como resultado melhorar por consequência a fluidez na circulação na região.

As reuniões das Comissões Regionais de Transporte e Trânsito acontecem das 19 às 21 horas, nos seguintes locais:

– Regional Barreiro: Auditório do POEINT Barreiro Escola Municipal  Polo de Educação Integra da Praça Modestino Sales Barbosa, 11 –  Barreiro de Cima.

– Regional Centro Sul: Auditório  Fundação Municipal de Cultura Rua da Bahia 888 – 2º andar.

– Regional Leste:Auditório da Coordenadoria de Atendimento Regional Leste Rua Lauro Jacques, 20 –  Floresta.

– Regional Nordeste:Auditório da Coordenadoria de Atendimento Regional NordesteRua Queluzita, 45 – São Paulo.

– Regional Noroeste: Auditório do PAM Padre EustáquioRua Padre Eustáquio, nº 1951- Padre Eustáquio, 3º andar.

– Regional Norte:Auditório da Coordenadoria de Atendimento Regional NorteRua Pastor Muryllo Cassete, 85 –  São Bernardo

– Regional Oeste: Auditório da Coordenadoria de Atendimento Regional Oeste,Rua Campina Verde, 593 – Salgado Filho.

– Regional Pampulha:Auditório da Coordenadoria de Atendimento Regional Pampulha Avenida Presidente Antônio Carlos, 7596 – São Luiz.

Regional Venda Nova:Auditório da Coordenadoria de Atendimento Regional Venda Nova Rua Padre Pedro Pinto, 1055 –  Venda Nova

Regional Centro Sul: Auditório  Fundação Municipal de CulturaRua da Bahia 888 – 2º andar

– Regional Leste:Auditório da Coordenadoria de Atendimento Regional LesteRua Lauro Jacques, 20 –  Floresta

– Regional Nordeste:Auditório da Coordenadoria de Atendimento Regional NordesteRua Queluzita, 45 – São Paulo.

– Regional Noroeste: Auditório do PAM Padre EustáquioRua Padre Eustáquio, nº 1951- Padre Eustáquio, 3º andar

– Regional Norte:Auditório da Coordenadoria de Atendimento Regional NorteRua Pastor Muryllo Cassete, 85 –  São Bernardo

– Regional Oeste: Auditório da Coordenadoria de Atendimento Regional Oeste,Rua Campina Verde, 593 – Salgado Filho.

– Regional Pampulha:Auditório da Coordenadoria de Atendimento Regional Pampulha Avenida Presidente Antônio Carlos, 7596 – São Luiz.

Regional Venda Nova:Auditório da Coordenadoria de Atendimento Regional Venda Nova Rua Padre Pedro Pinto, 1055 –  Venda Nova

Leia mais sobre o trânsito e a participação da comunidade de Belo Horizonte nesse post.



Fies vai oferecer 100 mil vagas a juros zero


Programa de Financiamento Estudantil vai oferecer vagas a juros zero.

O Fundo de Financiamento Estudantil vai ofertar 100 mil vagas na modalidade juro zero e 450 mil na modalidade P-Fies. Os números foram divulgados há pouco pelo Ministério da Educação (MEC). As inscrições para o programa começam amanhã (7) e vão até o dia 14.

O programa a juro zero é voltado para alunos cuja renda familiar bruta mensal por pessoa não ultrapasse três salários mínimos. Já o P-Fies, para estudantes cuja renda familiar bruta mensal por pessoa não exceda cinco salários mínimos.

O financiamento mínimo na modalidade juro zero é de 50% do curso escolhido. Mas desde que o limite financiável não passe de R$ 42.983,70 por semestre. Essa condição passou a valer a partir da edição do segundo semestre de 2018.

Podem participar os estudantes que fizeram o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), a partir da edição de 2010, e obtiveram média das notas nas provas igual ou superior a 450. Além disso não podem ter zerado a redação.

Os bolsista parciais do Programa Universidade para Todos (ProUni), ou seja, aqueles que têm bolsa de 50% da mensalidade, poderão participar do processo seletivo do Fundo de Financiamento Estudantil e financiar a parte da mensalidade não coberta pela bolsa.

Cronograma do Fies

O Fundo de Financiamento Estudantil oferece financiamento para cobrir os custos das mensalidades de instituições privadas de ensino superior.

Na página do Fies está disponível uma sessão de perguntas e respostas para tirar as dúvidas. Dentre elas estão: como será feito o pagamento do financiamento, quais as taxas que serão cobradas e enfim quais os benefícios concedidos.

O resultado da pré-seleção referente ao processo seletivo do primeiro semestre de 2019 para as modalidade Fundo de Financiamento Estudantil e P-Fies será então divulgado no dia 25 de fevereiro.

Os candidatos pré-selecionados na modalidade Fundo de Financiamento Estudantil deverão, portanto, acessar o Fies Seleção. Posteriormente deverá complementar sua inscrição para contratação do financiamento no referido sistema. Período de 26 de fevereiro a 7 de março.

A pré-seleção dos participantes da lista de espera será, então, de 27 de fevereiro a 10 de abril.

Veja as datas do programa de financiamento.

Fonte: Jornal Novo